Jim Steinman, autor das canções de “Bat out Of Hell” de Meat Loaf e de hits para Bonnie Tyler, Céline Dion e Air Supply, morreu nesta terça-feira (20) aos 73 anos. A causa da morte não foi divulgada.

Steinman tinha gosto por canções que só podem ser descritas como bombásticas, que tinham o poder de atingir um grande número de pessoas. Inegavelmente, sua maior obra-prima neste formato é “Bat Out Of Hell” (1977), o disco de Meat Loaf totalmente composto por ele, e produzido, também de maneira exagerada, por Todd Rundgren.

O trabalho vendeu estimadas 50 milhões de cópias ao redor do mundo – só nos EUA ele ganhou 14 discos de platina. Curiosamente, ele nunca atingiu tamanha popularidade no Brasil.

Rundgren disse que quando foi produzir o álbum, cujas canções foram escritas para um musical baseado em Peter Pan que nunca saiu do papel, entendeu que a ideia era fazer uma versão exacerbada, quase paródica de “Born To Run”, o disco que fez de Bruce Springsteen um astro nos EUA, em 1975. Não a toa, dois membros da E Street Band, o pianista Roy Bitan e o baterista Max Weinberg, estão no disco. Paródia ou não o LP acabou vendendo bem mais que a obra que o inspirou.

Com Loaf, Steinman ainda trabalhou em seu álbum seguinte, “Dead Ringer” (1981), e nas continuações de “Bat Out Of Hell”. A parte dois, de 1993, outro estouro de vendas, reuniu o time do álbum original, na terceira, Steinman não compôs todo o material e a produção ficou nas mãos de Desmond Child.

A parceria entre cantor e compositor foi refeita em “Braver Than We Are”, o, até agora, último álbum de Loaf, totalmente composto por Steinman.

Outros trabalhos

No Brasil, Steiman é certamente mais conhecido por três canções que há décadas são muito ouvidas em rádios, filmes,séries e festas: “Total Eclipse Of The Heart” e “Holding Out For A Hero”, gravadas por Bonnie Tyler em 1983 e 1984 e a “Making Love Out Of Nothing At All”, hit do Air Supply. Ele também escreveu “It’s All Coming Back To Me Now” que Celine Dion gravou com grande sucesso em 1996.

Steinman também trabalhou com os Sisters Of Mercy. Ele foi um dos produtores de “This Corrosion” e “Dominion/Mother Russia”, de “Floodland”, o segundo álbum da banda gótica, lançado em 1987, e da épica “More”, do trabalho seguinte, e último até agora, “Vision Thing” (1990).