Lyoto Machida desabafa sobre futuro nas artes marciais

Um dos maiores nomes na história do MMA brasileiro, Lyoto Machida será um atleta ‘livre’ a partir do momento em que deixar o cage circular, nesta sexta-feira (13). Ex-campeão do UFC, o veterano de 43 anos é um dos destaques do Bellator 281, quando enfrenta Fabian Edwards, na luta co-principal. A poucas horas do confronto, o combatente analisou algumas possibilidades depois de cumprir o último compromisso de seu contrato.

     Eu quis fazer a última luta do meu contrato, e não sei como serão as coisas a partir daqui. Não sei se terei mais oportunidades no Bellator ou em outras organizações”, afirmou Lyoto, em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Representante do Bellator desde que deixou o UFC, no fim de 2018, Machida analisa brevemente sobre a sensação de, oficialmente, não calçar as luvas de uma companhia em específico. O lutador, no entanto, garante que o foco está em uma boa performance contra Fabian Edwards.

     Ser um atleta sem contrato é bom, porque você está livre para negociar, mesmo que seja para outros esportes. Por outro lado, você meio que perde. Juro que não estou pensando muito nisso. Penso em cumprir bem o contrato”, encerrou.

Ansioso pelo próximo compromisso, Lyoto vive um momento delicado na organização. Com as luvas do Bellator, o brasileiro disputou cinco lutas, vencendo as duas primeiras e sendo derrotado nas três seguintes.

Nesta sexta-feira, Machida terá um duro embate pela frente. Caso supere Edwards, o tupiniquim poderá ser inserido no top 5 dos médios (até 83,9kg.) e, caso tenha o contrato renovado, se aproxima de uma disputa de título.

Lyoto Machida desabafa sobre futuro nas artes marciais

Um dos maiores nomes na história do MMA brasileiro, Lyoto Machida será um atleta ‘livre’ a partir do momento em que deixar o cage circular, nesta sexta-feira (13). Ex-campeão do UFC, o veterano de 43 anos é um dos destaques do Bellator 281, quando enfrenta Fabian Edwards, na luta co-principal. A poucas horas do confronto, o combatente analisou algumas possibilidades depois de cumprir o último compromisso de seu contrato.

     Eu quis fazer a última luta do meu contrato, e não sei como serão as coisas a partir daqui. Não sei se terei mais oportunidades no Bellator ou em outras organizações”, afirmou Lyoto, em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Representante do Bellator desde que deixou o UFC, no fim de 2018, Machida analisa brevemente sobre a sensação de, oficialmente, não calçar as luvas de uma companhia em específico. O lutador, no entanto, garante que o foco está em uma boa performance contra Fabian Edwards.

     Ser um atleta sem contrato é bom, porque você está livre para negociar, mesmo que seja para outros esportes. Por outro lado, você meio que perde. Juro que não estou pensando muito nisso. Penso em cumprir bem o contrato”, encerrou.

Ansioso pelo próximo compromisso, Lyoto vive um momento delicado na organização. Com as luvas do Bellator, o brasileiro disputou cinco lutas, vencendo as duas primeiras e sendo derrotado nas três seguintes.

Nesta sexta-feira, Machida terá um duro embate pela frente. Caso supere Edwards, o tupiniquim poderá ser inserido no top 5 dos médios (até 83,9kg.) e, caso tenha o contrato renovado, se aproxima de uma disputa de título.

Gostou da matéria? Siga @playvoxbr no Instagram para ver mais conteúdos CLICANDO AQUI

COMENTÁRIOS

COMPARTILHE

Matéria Anterior
Desafiado por Charles do Bronx, Conor McGregor ‘perde a linha’ e ataca brasileiro
Próxima Matéria
Alex Grigoletto tentará o bicampeonato do Troféu Ayrton Senna de Kart

+ NOTÍCIAS DE ESPORTES

Gostou da matéria? Siga @playvoxbr no Instagram para ver mais conteúdos CLICANDO AQUI

COMENTÁRIOS

COMPARTILHE

Matéria Anterior
Desafiado por Charles do Bronx, Conor McGregor ‘perde a linha’ e ataca brasileiro
Próxima Matéria
Alex Grigoletto tentará o bicampeonato do Troféu Ayrton Senna de Kart

+ NOTÍCIAS DE ESPORTES

Menu
error: Content is protected !!