Dedé cobra R$ 17,7 milhões do Cruzeiro por um acordo não cumprido e quer que SAF assuma débito

A história entre o zagueiro Dedé e o Cruzeiro parecia ter se encerrado com a saída do jogador em 2021. Porém, ainda há uma disputa entre as partes. O zagueiro entrou com pedido de prosseguimento de execução contra o clube na Justiça do Trabalho. De acordo com Dedé, o Cruzeiro descumpriu um acordo fechado no ano passado.

Dedé está no Athletico-PR e cobra o pagamento de R$ 17,7 milhões, acrescidos de multa e quer que esse valor seja pago pela SAF, comandada por Ronaldo. A ação corre na 48ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte. 

Dedé e Cruzeiro encerraram uma disputa judicial em junho de 2021, quando foi feito um acordo para o pagamento de R$ 16,6 milhões  em 60 parcelas, além de R$ 1,1 milhão ao advogado do atleta em 24 prestações, que deveria começar em janeiro desta ano, mas ainda não ocorreu, segundo a defesa do jogador, que quer que a SAF assuma o compromisso da dívida, mesmo que o acordo tenha sido feito ainda quando o clube era associação.

-A Sociedade Anônima de Futebol responde solidariamente aos débitos do clube, quando a obrigação é resultante da atividade fim do Clube, incluindo os débitos trabalhistas, em se tratando de atletas de futebol-diz a manifestação da defesa de Dedé. O Cruzeiro ainda não se manifestou sobre o caso. 

Dedé cobra R$ 17,7 milhões do Cruzeiro por um acordo não cumprido e quer que SAF assuma débito

A história entre o zagueiro Dedé e o Cruzeiro parecia ter se encerrado com a saída do jogador em 2021. Porém, ainda há uma disputa entre as partes. O zagueiro entrou com pedido de prosseguimento de execução contra o clube na Justiça do Trabalho. De acordo com Dedé, o Cruzeiro descumpriu um acordo fechado no ano passado.

Dedé está no Athletico-PR e cobra o pagamento de R$ 17,7 milhões, acrescidos de multa e quer que esse valor seja pago pela SAF, comandada por Ronaldo. A ação corre na 48ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte. 

Dedé e Cruzeiro encerraram uma disputa judicial em junho de 2021, quando foi feito um acordo para o pagamento de R$ 16,6 milhões  em 60 parcelas, além de R$ 1,1 milhão ao advogado do atleta em 24 prestações, que deveria começar em janeiro desta ano, mas ainda não ocorreu, segundo a defesa do jogador, que quer que a SAF assuma o compromisso da dívida, mesmo que o acordo tenha sido feito ainda quando o clube era associação.

-A Sociedade Anônima de Futebol responde solidariamente aos débitos do clube, quando a obrigação é resultante da atividade fim do Clube, incluindo os débitos trabalhistas, em se tratando de atletas de futebol-diz a manifestação da defesa de Dedé. O Cruzeiro ainda não se manifestou sobre o caso. 

Gostou da matéria? Siga @playvoxbr no Instagram para ver mais conteúdos CLICANDO AQUI

COMENTÁRIOS

COMPARTILHE

Matéria Anterior
Uefa bane clubes russos da próxima edição da Champions League
Próxima Matéria
Goleiro Fábio afirma que relação com Ceni prejudicou o Cruzeiro

+ NOTÍCIAS DE ESPORTES

Gostou da matéria? Siga @playvoxbr no Instagram para ver mais conteúdos CLICANDO AQUI

COMENTÁRIOS

COMPARTILHE

Matéria Anterior
Uefa bane clubes russos da próxima edição da Champions League
Próxima Matéria
Goleiro Fábio afirma que relação com Ceni prejudicou o Cruzeiro

+ NOTÍCIAS DE ESPORTES

Menu
error: Content is protected !!