Conmebol promete punições severas para casos de racismo

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) se posicionou nesta sexta-feira (29) sobre os casos de racismo ocorridos em jogos da Libertadores nesta semana. A entidade disse que os atos de racismo são “absolutamente inaceitáveis” e prometeu endurecer as penas no regulamento das competições para casos como esse. 

“A CONMEBOL promoverá mudanças na regulamentação para AUMENTAR E ENDURECER as penalidades em casos de racismo.”, afirmou a entidade em nota. A Conmebol ainda se comprometeu a “projetar e implementar novos programas e ações que visem banir definitivamente este problema do futebol sul-americano.”

Sete casos de racismo em jogos de competições da Conmebol

Nesta temporada, as partidas entre Palmeiras e Emelec, Corinthians e Boca Juniors, Estudiantes e Red Bull Bragantino, River Plate e Fortaleza, Olímpia e Fluminense, Millionarios e Fluminense, além de Universidad Católica e Flamengo, registraram episódios de racismo direcionados a torcedores.

O artigo 17 do Código Disciplinar da Conmebol aborda casos de discriminação praticados por jogadores e outros funcionários de clubes, prevendo a suspensão por cinco partidas ou período mínimo de dois meses. É no item 2 que o texto trata dos atos discriminatórios praticados por torcedores. A multa mínima aos clubes é de US$ 30 mil.

Conmebol promete punições severas para casos de racismo

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) se posicionou nesta sexta-feira (29) sobre os casos de racismo ocorridos em jogos da Libertadores nesta semana. A entidade disse que os atos de racismo são “absolutamente inaceitáveis” e prometeu endurecer as penas no regulamento das competições para casos como esse. 

“A CONMEBOL promoverá mudanças na regulamentação para AUMENTAR E ENDURECER as penalidades em casos de racismo.”, afirmou a entidade em nota. A Conmebol ainda se comprometeu a “projetar e implementar novos programas e ações que visem banir definitivamente este problema do futebol sul-americano.”

Sete casos de racismo em jogos de competições da Conmebol

Nesta temporada, as partidas entre Palmeiras e Emelec, Corinthians e Boca Juniors, Estudiantes e Red Bull Bragantino, River Plate e Fortaleza, Olímpia e Fluminense, Millionarios e Fluminense, além de Universidad Católica e Flamengo, registraram episódios de racismo direcionados a torcedores.

O artigo 17 do Código Disciplinar da Conmebol aborda casos de discriminação praticados por jogadores e outros funcionários de clubes, prevendo a suspensão por cinco partidas ou período mínimo de dois meses. É no item 2 que o texto trata dos atos discriminatórios praticados por torcedores. A multa mínima aos clubes é de US$ 30 mil.

Gostou da matéria? Siga @playvoxbr no Instagram para ver mais conteúdos CLICANDO AQUI

COMENTÁRIOS

COMPARTILHE

Matéria Anterior
FIA após refletir as mudanças nas regras de 2022: “Reduzir tamanho e peso”
Próxima Matéria
Pedro Clerot termina sábado com vitória e liderança da F4 Brasil

+ NOTÍCIAS DE ESPORTES

Gostou da matéria? Siga @playvoxbr no Instagram para ver mais conteúdos CLICANDO AQUI

COMENTÁRIOS

COMPARTILHE

Matéria Anterior
FIA após refletir as mudanças nas regras de 2022: “Reduzir tamanho e peso”
Próxima Matéria
Pedro Clerot termina sábado com vitória e liderança da F4 Brasil

+ NOTÍCIAS DE ESPORTES

Menu
error: Content is protected !!